Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

# Se tem rótulo de '' deus'' o ruim é aceito como bom, e do amargo se diz que é doce!

Ora e outra, me encontro angustiado e cansado, sem saber ao certo, a razão de tal frustação habitar em mim.

www.pitacocristão.blogspot.com

Quando estou assim, recorro a oração, a leitura dos evangelhos e até mesmo a busca de uma ocupação, que porventura venha a colorir a sensação tão sombria, nestes dias.

No fundo sei, que os dias são maus e que inevitavelmente, remir o tempo (aproveitá-lo) tem de ser minha prática constante.

Mesmo assim, sem entender ao certo, aceito vivenciar esse deserto, como forma de carregar minha cruz.

No entanto, luto contra.

Luto, luto e luto, até ser vencido por Ele. 

Mas não me entrego fácil e não me envergonho de dizer, pois sei que em diferentes níveis, é assim que sucede a todos.   

Afinal a natureza humana é má, e a nescessidade de ser quebrantada constantemente, não é novidade para ninguém!

Por quê escrevo isso? Porque não sou um bobinho!

Através das lentes do meu olhar, testemunho com nitidez, a realidade das expressões humanas que passam diante de mim:

- Aonde deveria existir amor, existindo ódio!

- Aonde deveria existir encontro, existindo desencontro!

- Aonde deveria existir amparo, existindo desproteção!

E assim vai.

Então, minha maior luta, consiste em não colocar meu ser, no automático da religião.

Ou mesmo, me deixar levar pelo fluxo constante dos valores de um mundo, que nada realiza para o bem.

Mas, o que mais quero mesmo, é me conscientizar!

Me conscientizar, cada vez mais, das realidades objetivas que estão diante de mim. 

Ao mesmo tempo que aceito as realidades subjetivas que existem no âmbito do meu coração, quando Cristo o habita.

Creio que muitos querem o mesmo, e assim como eu, poucos sabem por onde começar.

E por isso seguem suas vidas, crendo e aceitando sem relutância alguma, aquilo que é apresentado como verdades para suas cansadas almas.

São como seres anestesiados para as coisas genuínas e essenciais da vida, que perambulam pela existência, destruindo e provocando a própria destruição.

Se tem rótulo de '' deus'' o ruim é aceito como bom, e do amargo se diz que é doce!

No entanto, não tem de ser assim!

Apenas creia na simplicidade do evangelho, quando diz, que Deus é amor!

Que Ele é a luz que ilumina nosso ser, que destrincha a nossa alma, e nos mostra quem somos de fato.

Creia, creia e creia!

Naquele, que está conosco em cada passo da jornada, e que não nos abandona jamais, mesmo quando nos abandonamos.

Creia, porque é Nele que nossa alma se ancora, aonde o medo se evapora, o lugar aonde a tristeza dá lugar a alegria.

Seja simples assim,e os momentos mais sombrios da tua vida, não te pertubarão pois, a luz e as trevas se tornarão na mesma coisa, e Aquele que habita o inacessível não o deixará jamais.

Nenhum comentário :

Postar um comentário